segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

PÁSCOA: 26.500 vagas temporárias


Dados da Associação Brasileira de Chocolates revelam aumento de 10,4% na contratação de mão de obra, para linha de produção e lojas.

por Aline Ferreira
Publicado em 25/01/2015
Faltam pouco mais de dois meses para a Páscoa, as grandes marcas de chocolate estão com a produção em alta e esperam contratar 26.500 profissionais temporários em todo o
País, sendo mais de 5 mil apenas em São Paulo, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB).

Empresas como Lacta, Cacau Show, Nestlé, Top Cau, Hershey’s, Munik, Brasil Cacau e Kopenhagen estão em busca de pessoas para aumentar sua mão de obra para as áreas de Produção, Promoção e Venda de Produtos, com possibilidade de efetivação após o termino do trabalho temporário, tanto na fábrica quanto nas lojas.

Parte das contratações foi iniciada em outubro do ano passado. No entanto, as empresas afirmam que estarão com vagas abertas até o mês de março. Dentre as 26.500 vagas distribuídas pelo Brasil, 10 mil são destinadas à produção e 16.500 para a comercialização. Para participar do processo seletivo, as empresas exigem como pré-requisito a idade mínima de 18 anos e ensino médio completo.

“A Páscoa é uma data muito forte no Brasil, sendo a mais importante para o setor varejista, pois gera aumento de produção, empregos e negócios”, avalia o vice-presidente de Chocolate da ABICAB, Ubiracy Fonseca.

Considerado o terceiro maior produtor e consumidor de chocolates do mundo (cerca de 2,8 kg por pessoa ao ano), segundo a ABICAB,  o Brasil produziu 20,2 mil toneladas do produto em 2014, número equivalente a 100,2 milhões de ovos de Páscoa. Por conta da produção em andamento, as previsões para este ano ainda não foram divulgadas.

Contratações

De acordo com levantamento encomendado pela ABICAB, em 2014 foram geradas 24 mil vagas temporárias para a Páscoa. Para este ano a demanda de mão de obra cresceu em 10,4%. “Este aumento se deve principalmente à expansão do varejo como supermercados e lojas chocolateiras, entre outros”, explica Fonseca.

Com uma previsão de contratação de 1.300 profissionais pelo País para atuarem como promotores, a Top Cau já preencheu seu efetivo temporário para a fábrica e espera produzir 10,5 milhões de ovos de chocolate – 7% a mais do que na última temporada. “Temos um efetivo de 95 pessoas e na Páscoa chega a até 700 pessoas, ou seja, temos um acréscimo de 500% do nosso quadro. Os temporários são essenciais para a fábrica e, sem eles, não teríamos a produção necessária”, ressalta o gerente de RH da Top Cau, Clóvis Paiva.

“A fábrica está trabalhando a todo vapor desde outubro para garantir que a estimativa de cerca de 100 a 120 mil ovos produzidos por dia seja alcançada. O aumento da produção está relacionado com a conquista de novas licenças. Este ano, nosso portfólio está ainda mais completo”, comemora a gerente da empresa, Alais Fonseca.

Segundo Paiva, para as vagas de promotor(a), o salário varia de R$ 850,00 a R$ 1.000,00, dependendo da região de trabalho. O candidato não precisa ter experiência em vendas.

Entretanto, é necessário ter um perfil comunicativo e proativo.  “A única exigência é ter vontade de trabalhar e saber lidar com o público”, explica. A efetivação não é garantida, porém o gerente de RH afirma que há a possibilidade de voltar a ser chamado para trabalhar na próxima temporada. “As primeiras pessoas que são chamadas são as que trabalharam aqui de forma correta e corresponderam às expectativas.”

A Hershey`s, por sua vez, aumentou em 45% o número de colaboradores e já anunciou que cerca de 20% desses trabalhadores serão contratados. O mesmo será realizado pela Lacta, que contratará 10 mil temporários para a área de Produção e Venda, com a estimativa de efetivar 25% da equipe. Já a Cacau Show estima admitir mais 3.500 pessoas para mão de obra extra, e a Munik, 68 pessoas.

Por fim, o Grupo CRM, que detém as marcas Brasil Cacau e Kopenhagen, contratará 720 colaboradores temporários – 100 profissionais a mais se comparado ao ano anterior. As vagas são destinadas para o parque fabril, localizado em Extrema, sul de Minas Gerais, e para as lojas próprias das marcas. Para as lojas franqueadas, serão 1.100 empregos temporários para Chocolates Brasil Cacau e 646 colaboradores para a Kopenhagen.

FOTOS DO TREINAMENTO DA TURMA 82 DO ROTATIVO CIDADÃO





São Bernardo do Campo 26/01/2015 

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Jovens bolsistas do curso de Ferramenteiro para Moldes Plásticos na MANSER/SENAI


Jovens bolsistas do curso de Ferramenteiro para Moldes Plásticos na MANSERV  e em seu primeiro dia de aula no SENAI Mario Amato em São Bernardo do Campo em 19 de Janeiro de 2015 com a presença da Diretoria da MANSERV, SENAI e FUNDAÇÃO CRIANÇA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO.